Publicações

Nesta página encontrará as nossas mais recentes publicações, videos de intervenções em conferências, congressos e seminários e, bem ainda, alguns artigos de acesso público em colaboração com instituições públicas e privadas, em matérias relacionadas com o exercício e desempenho da nossa atividade profissional.

PUBLICAÇÕES:

  1. Manual de Arrendamento e Despejo, Almedina, 2020 (Reimpresso em 2021)
Manual de Arrendamento e Despejo

Aparentemente simples, a disciplina do contrato de arrendamento urbano assenta num quadro legislativo verdadeiramente complexo e disperso por diversos diplomas, tornando-a dificilmente apreensível numa visão de conjunto, facto para o qual têm contribuindo as sucessivas alterações legislativas verificadas nesta matéria nos últimos anos, impondo a realização de uma análise global mas detalhada deste contrato, objetivo subjacente à elaboração da presente obra.
Recorrendo a linguagem e organização simples e acessível, o Manual do Arrendamento e Despejo surge assim dividido em duas partes, o Arrendamento Urbano e o Despejo e outros Meios Processuais: na primeira são analisados os aspetos fundamentais da relação arrendatícia e na segunda são tratados cada um dos meios judiciais e extrajudiciais atualmente disponíveis para a tutela dos direitos do senhorio e do arrendatário, esperando-se assim que a presente obra constitua um auxiliar útil a todos aqueles que lidam de perto com as matérias em apreço.

Poderá consultar e adquirir esta obra em: https://www.almedina.net/manual-de-arrendamento-e-despejo-1582364683.html

2. Legislação de Arrendamento e Despejo, Petrony, 2020

imagem

A compilação de legislação que se apresenta, reúne um conjunto de diplomas que compõem a legislação atualmente em vigor no que respeita à disciplina e regime do contrato de arrendamento urbano, visando-se, desta forma, proporcionar um texto fluído e atualizado aos principais destinatários do mesmo, designadamente, estudantes, docentes universitários, advogados, juízes, agentes de execução, notários, investigadores, bem como qualquer pessoa que, lidando na prática com o arrendamento urbano e respetivo regime de despejo, necessite de ter presentes as soluções legislativas vigentes nesta matéria. 

Assim sendo, a par da restante legislação avulsa complementar, não foram descuradas as recentes alterações introduzidas pela Lei n.º 13/2019, de 12 de fevereiro, Lei n.º 12/2019, de 12 de fevereiro e Lei n.º 64/2018, de 29 de outubro, ao Código Civil, Novo Regime do Arrendamento Urbano, Regime Jurídico de Obras em Prédios Arrendados e Regime do Subsídio de Renda a atribuir aos arrendatários com contratos de arrendamento para habitação celebrados antes de 18 de novembro de 1990, em processo de atualização de renda, sendo igualmente tidas em consideração a Declaração de Retificação n.º 7/2019, de 7 de março e a Declaração de Retificação n.º 11/2019, de 4 de abril. 

Apresenta-se ainda, na presente compilação de legislação, pela relevância que assume na prática, a redação atual do Novo Regime do Arrendamento Rural, resultante do Decreto-Lei n.º 294/2009, de 13 de outubro, que estabelece o regime aplicável a este contrato.

Poderá consultar e adquirir esta obra em: https://petrony.pt/store/product/0/136163/legislacao-de-arrendamento-e-despejo&temaID=

3. Formulários BDJUR – Arrendamento e Despejo, 4.ª Edição, 2020 (Reimpresso em 2021)

Formulários BDJUR - Arrendamento e Despejo

No período temporal compreendido entre a entrada em vigor da Lei n.º 30/2018, de 16 de julho e das Leis n.º 12/2019 e 13/2019, de 12 de fevereiro, assistiu-se à publicação de diversos diplomas que vieram introduzir alterações de relevo ao quadro legislativo do arrendamento urbano atualmente em vigor, repercutindo-se na modificação do teor de inúmeros preceitos e no aditamento de outros, abrangendo matérias tão diversas como o direito de preferência, o realização de obras no locado, o assédio no arrendamento, as intimações e respetivas injunções ao senhorio para adoção de determinados comportamentos, a par do reforço da proteção dos arrendatários, em especial os mais vulneráveis, bem como na correção de desequilíbrios existentes na relação arrendatícia relativamente ao senhorio, cuja desvinculação unilateral é objeto de condicionalismos acrescidos.
Não sendo tarefa simples, a apreensão e compreensão da totalidade do conteúdo dos referidos diplomas bem como a respetiva aplicação na prática das alterações introduzidas pelos mesmos, procurámos na 3.ª edição da presente obra fornecer ao leitor um conjunto de formulários devidamente atualizado, com o inerente acréscimo de dezoito novas minutas e correspondente alteração das já existentes, a fim de garantir a total conformidade da mesma com a legislação atualmente em vigor no arrendamento urbano.

Poderá consultar e adquirir esta obra em: https://www.almedina.net/formul-rios-bdjur-arrendamento-e-despejo-1580546056.html

4. Formulários BDJUR – Processo Executivo, Almedina, 2.ª Edição, 2019 (Reimpresso em 2020)

Formulários BDJUR - Processo Executivo

O processo executivo assume, com propriedade, um papel relevante no dia-a-dia de uma multiplicidade de operadores judiciários, entre os quais os advogados, juízes, oficiais de justiça, agentes de execução e solicitadores.
Tratando-se de uma matéria relativamente consolidada em termos legislativos com a reforma empreendida ao Código de Processo Civil pela Lei n.º 41/2013, entendemos relevante criar um conjunto de formulários organizados em nove capítulos distintos e autonomizados, respeitantes a cada um dos temas tratados, versando, de forma exaustiva e abrangente, sobre a generalidade da matéria executiva, sendo facilmente adaptáveis a uma multiplicidade de situações conforme o caso em apreço, constituindo a presente obra um instrumento útil e prático nas matérias tratadas.

Poderá consultar e adquirir esta obra em: https://www.almedina.net/formul-rios-bdjur-processo-executivo-1563805271.html

5. Arrendamento Urbano – Comentário Às Alterações Legislativas Introduzidas ao Regime Vigente, Almedina, 2019, Reimpresso em 2019

Arrendamento Urbano

O Arrendamento Urbano foi, recentemente, objeto de diversas alterações legislativas, com a entrada em vigor de numerosa legislação avulsa, primeiramente com a Lei nº 30/2018, de 16 de julho e, por último, com a Lei nº 13/2019, de 12 de fevereiro, mediadas por outros diplomas que, de igual forma, contendem com a matéria em apreço, importando analisar as leis atualmente em vigor, tendo em vista a compreensão do respetivo âmbito de aplicação das referidas alterações.
Neste sentido, a obra em apreço reside na análise exaustiva aos vários diplomas, alguns sob a forma de comentário aos preceitos alterados e outros através da exposição geral do respetivo conteúdo e suas implicações em matéria de Arrendamento Urbano, a fim de auxiliar o interprete na difícil tarefa de apreensão, compreensão e aplicação das normas vigentes, logrando-se a utilização prática e intuitiva da presente obra, tanto pelo profissional forense como por qualquer outra pessoa com interesse na matéria em questão.

Poderá consultar e adquirir esta obra em: https://www.almedina.net/arrendamento-urbano-1563805512.html

6. Legislação de Informática Jurídica, Petrony, 2018

A informática jurídica, considerada enquanto conjunto cada vez mais amplo de atos jurídicos suscetíveis de serem praticados recorrendo, designadamente, às diversas plataformas online atualmente disponíveis, tem assumido ao longo dos últimos anos, um papel de importância crescente no dia-a-dia de advogados, solicitadores, agentes de execução, notários e outros profissionais de direito no exercício das suas funções. Ao reunir e agrupar os diplomas mais relevantes no âmbito desta temática, a presente compilação visa ser um instrumento útil e necessário para todos estes profissionais, principalmente os advogados, destinando-se ainda a estudantes e demais interessados nas temáticas em apreço.
Destina-se ainda e em especial, aos advogados-estagiários que se deparam pela primeira vez com a Informática Jurídica no âmbito da fase inicial do estágio da Ordem dos Advogados e que, pese embora não tendo ainda a necessária experiência prática, essencial para o conhecimento efetivo das diferentes aplicações e plataformas informáticas existentes, bem como das diversas funcionalidades a elas inerentes, têm desde logo de possuir um conhecimento abrangente quanto ao respetivo enquadramento legal. A organização dos textos legais e respetivos diplomas complementares obedece assim a uma divisão lógica em cinco módulos distintos, ainda que com imbricações diretas e indiretas entre si.
São eles, pela ordem adotada: o Sistema Informático dos Tribunais Judiciais (CITIUS); o Sistema Informático dos Tribunais Administrativos e Fiscais (SITAF); os Atos Notariais Online; os Registos Online, subdivididos nas diferentes modalidades de registos: Registo Predial Online, Registo Comercial Online e Registo Automóvel Online; e os Documentos Eletrónicos e Assinatura Digital.
Foram igualmente tidas em consideração as recentes alterações ao Estatuto dos Tribunais Administrativos e Fiscais, introduzidas pelo Decreto-Lei n. 214-G/2015, de 2 de Outubro, bem como as alterações resultantes da Portaria n. 358/2015, de 14 de Outubro, a diversos diplomas, que, em virtude da regulação dos fluxos financeiros nos serviços de registo do Instituto dos Registos e do Notariado, I. P. (IRN, I. P.), implicou a definição de novas regras de repartição de receita emolumentar entre o IRN, I. P., e o Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça (IGFEJ, I. P.), revendo pois todo o sistema vigente.

Poderá consultar e adquirir esta obra em: https://petrony.pt/store/product/0/126371/legislacao-de-informatica-juridica

7. Procedimento Especial de Despejo (com as alterações resultantes da Lei n.º 79/2014), Coimbra Editora, 2014

Procedimento Especial de Despejo - Livro - WOOK

A criação do Procedimento Especial de Despejo, com a entrada em vigor da Lei n.º 31/2012 e demais diplomas avulsos, inseriu-se no âmbito de uma profunda reforma ao NRAU, com o objectivo de dinamizar o mercado de arrendamento urbano, a qual decorridos mais de dois anos de vigência, procura agora obter consolidação com a nova Lei n.º 79/2014.

Neste livro visámos fornecer ao leitor uma visão rigorosa, detalhada e actual sobre o que é o Procedimento Especial de Despejo e a forma como é configurado, designadamente no respeitante ao Balcão Nacional de Arrendamento, requerimento de despejo e subsequente tramitação.

Não descurámos ainda a necessária análise das diferentes modalidades de cessação do contrato de arrendamento bem como a consideração das demais figuras processuais do despejo, concluindo com a problematização da aparente flexibilização em que o PED se traduz no Novo Regime de Arrendamento Urbano.

Poderá consultar e adquirir esta obra em: https://www.almedina.net/procedimento-especial-de-despejo-com-as-altera-es-resultantes-da-lei-n-792014-1563855508.html

Create your website with WordPress.com
Iniciar